Esquecendo livros

nov 10

Imagem: Luz de Luma

Imagem: Luz de Luma

E ai, vamos esquecer um livro?

“Então vamos a ideia: o BookCrossing Blogueiro começou no dia 08/11 e termina em 16/11. É assim: convidamos os amigos a separarem um bom livro e  esquecerem em algum lugar público. Ônibus, metrô, banco de praça, qualquer lugar vale. Dentro do livro deve conter um bilhete informando que aquele livro foi esquecido naquele lugar de propósito. E, quem o encontrar deve ler e depois passar o livro adiante, ou seja, após lê-lo fazer o mesmo e esquecê-lo em um lugar público e assim dar a oportunidade de que outra pessoa leia.”

Para essa blogagem eu separei dois livros: Cecília de bolso – antologia poética da Cecília Meireles e Uma biografia de Carmen Miranda por Ruy Castro. Escolhi dois lugares para deixar os livros: a praça da Biblioteca Machado de Assis e o muro de uma casa. Hoje, por aqui, o dia amanheceu ensolarado. Uma segunda-feira sem qualquer detalhe de chuva, apenas deliciosos ventos primaveris. Gosto dos dias claros para esquecer, assim, não corro o risco dos livros serem molhados – mesmo que o local escolhido seja protegido. Vai saber, né?! Enfim, nunca sabemos quando a goteira vai pingar! (rs).

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

Local 1: Praça João Olímpio Bassani – conhecida também como Praça da Biblioteca
Livro: Cecília de Bolso – antologia poética de Cecília Meireles

Que procuras?
Tudo.
Que desejas?
Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida, mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão.
A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação…
Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?
Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.
(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão!
Estandarte triste de uma estranha guerra…)
Quero solidão.

Cecilia Meirelles

Fotos: arquivo pessoal

Fotos: arquivo pessoal

Deixei o livro entre as plantas do coreto, próximo ao banco da praça. Quem sentar e/ou passar por ali vai encontrar um “livro perdido” pronto para ser lido. Dentro do livro o bilhete dizia mais ou menos assim:

Não! Esse livro não está perdido. Ele é um aventureiro, saiu da clausura da estante para conhecer novos leitores…
Leve-me com você. Leia-me e liberte-me novamente!
Não esqueça: sou um livro aventureiro, preciso de novos olhares. Não me deixe numa estante. Sou livre!
Esse livro faz parte do projeto BookCrossing Blogueiro, por isso, quando terminar a leitura, deixe-me num local seguro – estação de metrô, ponto de ônibus, ou algum lugar de sua preferência – mas, deixe-me ir. Preciso de novos olhares!
Boa leitura!

Local 2: O livro esquecido em cima do muro da casa de alguém.
Livro 2: Uma biografia de Carmen Miranda por Ruy Castro

Fotos: arquivo pessoal

Fotos: arquivo pessoal

Enquanto caminhava por uma das ruas de São Bernardo, avistei uma casa “espremida” entre prédios e construções gigantescas. Diferente de todas as casas da rua aquela parecia não se incomodar com os medos que rodam a sociedade. Por isso, aquela casa me chamou a atenção, por ser tão arcaica e ao mesmo tempo contemporânea. Uma casa livre, como os nossos livros.

Deixei Carmen Miranda em cima daquele muro baixo. A janela da casa ainda estava fechada, mas, como quem recebe cartas, acredito que quando o (a) morador (a) abrir a janela será surpreendido pela vida de Carmen Miranda. Dentro do livro, sempre um anúncio da liberdade dos livros!

Dessa vez não fiquei para ver a expressão de cada um ao encontrar o livro perdido, mas tenho certeza, que aquele e/ou aquela que encontrar irá sorrir!

*Essa é a minha contribuição para a Blogagem Coletiva do BookCrossing Blogueiro. Essa blogagem termina no dia 16 de novembro, e, se quiser participar é só esquecer um livro algum lugar público – ônibus, metrô, banco de praça, qualquer lugar vale – e registrar esse momento na página do evento no facebook (link).  Dentro do livro deve conter um bilhete informando que aquele livro foi esquecido naquele lugar de propósito. E, quem o encontrar deve ler e depois passar o livro adiante, ou seja, após lê-lo fazer o mesmo e esquecê-lo em um lugar público e assim dar a oportunidade de que outra pessoa leia.

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

16 comments

  1. Gostei das imagens! Cecília Meireles até eu queria encontrar, pela qualidade literária!! Parabéns pela sua participação! Beijo! Renata

  2. Renata, obrigada pela visita. Seja muito bem-vinda ao Entre Marés!!!
    Cecília Meireles é um encanto para alma. Acho que essa antologia não deve ficar parada em estantes!! 🙂
    Fico feliz por saber que gostou!!
    Beijos e volte sempre!!^^

  3. Oi,Su!
    Sabe que você me deu uma boa ideia de onde libertar os meus livros? Eu estava aqui matutando…rs. Depois você saberá!
    Li a biografia da Carmen Miranda escrita pelo Ruy Castro. Lembro do lançamento (eu fui!) e está com dedicatória. Esse livro agora está nas mãos de uma prima e já passou pela minha irmã – deve rodar nas mãos da família antes de ganhar as ruas, isso pq temos na família vários fãs da pequena notável!
    Que resgatar o livro da Cecília Meireles terá pílulas de boa leitura para serem ingeridas parcimoniosamente 🙂 devagarinho e em pressa!
    Obrigada por participar mais uma vez do bookcrossing blogueiro!
    Beijus,

  4. Suzana,

    Feliz de quem encontrar os livros que você libertou.
    Todos são muito interessantes, mas o que mais me cativou foi o da biografia da Carmem Miranda.
    Assim como você, gosto demais do BookCrossing, e fico feliz demais em poder dar uma peqena contribuição.
    Beijos

  5. Oi Lu!!! 🙂
    Agora estou curiosa para saber onde vc vai libertar os seus livros, rs…. 🙂
    Nossa, que maravilha!! Eu acho o Ruy Castro um autor incrível. Acho que esse livro é mais que uma biografia é uma história que envolve. Não sei explicar. Acho que é um livro que não pode ficar na estante. Esse livro, antes de ir pra rua também passeou pela família. rsrs. Começou com mamãe, passeou na casa de primos, tias e agora está na rua.
    E o livro da Cecília eu pensei: “sempre tem uma poesia dela especial para alguém. Então, por que deixar guardado?” E assim, ele foi pra rua!!
    Lu, o BookCrossing Blogueiro é um encanto a parte, eu fico contando os meses para acontecer. Acho muito especial. Eu que agradeço por compartilhar boas ideias sempre!!!

    beeeeijos!!!!

  6. Lucinha,
    esse livro vai correr por ai e, vou ficar torcendo para ele viajar até você. rs
    É, o BookCrossing é um carinho especial. 🙂
    Beijos e obrigada pela visita e comentário!!!

  7. Suzana excelente seus livros! Sortudo de quem os achar. Muito bom participar não é mesmo?
    Bjs

  8. É Roseli, participar do BookCrossing é a melhor coisa que existe. Não consigo descrever a sensação, só sei que faz muito bem!!!

    Obrigada pela visita e, volte sempre!!

    Beijos

  9. Oi Suzana,
    Esses dias passei por aqui,
    mas não consegui comentar.
    Gostei muito dos livros que vc ‘libertou’,
    ficaria feliz se encontrasse esse da Cecília Meireles!rs.
    Bjs!

  10. Bandys /

    Oi Suzana,

    Seja super vinda lá no esconderijo.
    É a primeira vez que participa embora já acompanhe a Luma faz tempo. Sempre tenho livros pra doar e agora ficou bem mais divertido.
    Obrigada pelas palavras.
    A biografia de Carmem Miranda deve ser algo. 🙂
    Beijo

  11. Que bom que conseguiu comentar agora, Clau!!! 🙂
    Seja muito bem-vinda!!!!!
    Espero que o livro da Cecília possa viajar ao seu encontro… 😉

    Beijos

  12. Obrigada Bandys!! Seja muito bem-vinda aqui também!!!
    Essa blogagem é muito divertida. É um contentamento inexplicável!!!
    Nossa, a biografia da Carmen é maravilhosa. Passei a admirá-la ainda mais!!!

    Beijos!!! 🙂

  13. Oi Suzana!
    Adorei a ideia de deixar o livro no muro da casa… me parece que eu teria escolhido a mesma casa que voce , se tivesse pensado nisso…rs , muito legal quando o lugar é assim ‘diferente’ do cenário, deixa a imaginação fértil 😉
    Obrigada pela visita , espero encontrá-la mais vezes.
    Beijos!

  14. Oi Cintia, obrigada pela sua visita, seja muito bem-vinda!! E pode deixar que voltarei ao seu cantinho com certeza. 🙂
    O diferente chamou a minha atenção. É tão difícil observar casas com muros baixos e, foi ai que pensei: acho que alguém vai gostar dessa surpresa. rs…
    Obrigada!!!!

    beijos!!!^^

  15. Oi, Suzana, boa tarde. Muito bacana o seu jeito de despachar os livros, pessoalmente, como a despedir-se de um amigo ou parente que vai iniciar uma viagem. Eu, quase sempre, deixo por conta do meu filho, que os liberta no trem ou ônibus. Obrigado pela visita ao meu blog. Abraços.

  16. Oi João, seja muito bem-vindo ao Entre Marés!!!!! 🙂
    João, eu fico contando os dias para a chegada do BookCrossing, é algo completamente especial. Os outros livros que libertei tive a oportunidade de observar quem encontrou. É uma alegria imensa, sabe?! São tesouros “escondidos” e encontrados. rs…
    Obrigada, mais uma vez, pela visita e volte sempre!!

    Beijos!!!^^

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.