nostalgias invisíveis

set 28

Olho, e pela janela vejo saudades.
Escorrem chuvas dos meus olhos.
A nostalgia acaricia a derme,
mas o sentir pulsa além
de todos os meus limites.
Olho.
Chove lá fora
chove aqui dentro.
Escorrem saudades invisíveis dentro de mim…

Foto: Google

Suzana Martins – 09/2014

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

2 comments

  1. Minha querida!!! <3

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.