Sobre a chuva

jan 14

Sobre a chuva

A chuva veio rasgou as árvores levou a luz molhou a terra rodopiou tempestades. A chuva veio deixou o vento levou o lamento. A chuva veio enquanto eu brincava com o tempo… Suzana Martins – 01/2015 Imagem:...

Read More

palavras partidas

jan 09

palavras partidas

Rasgou, Sangrou, Feriu… Tal qual flecha no peito, Com ilusões perdidas, Deixou o verso ferido… Rasgou… As palavras silenciosas Rasgaram os versos E aquelas esperanças Sem verdadeiras intenções… Feriu… No avesso do coração Há sempre uma ferida aberta Sem qualquer metáfora amorosa… Sangrou… O verso é sempre Um pulsar sangrando Notas desafinadas. Rasgou, Feriu, Sangrou, Nunca mais pulsou… Suzana Martins – 01/2016 Imagem:...

Read More

Aceitas-me

jan 06

Aceitas-me

Revelo-me agora, por inteira, Sem trégua, sem medo. Revelo o meu segredo, O meu querer, O meu desejo… Revelo-me a ti! Peço pelo teu beijo, Peço teu sexo… Entrego-me a este desejo Sem medo, sem pudor! Peço! Despeço! Imploro pelo teu sexo, Sem nexo! Convexo! Disperso… Revelo-me agora, por inteira, Sem medo… Entrego-me a ti, Peço: aceitas-me… Suzana Martins – 01/2016 Foto: Paolo...

Read More

Desejo sem fim…

jan 04

Desejo sem fim…

Tua boca Teu sexo Vontade louca Teu desejo em mim. Minha língua, faceira, Passeia pelo teu corpo Procurando um doce e belo Abrigo. Teu toque Meu sentir Teu corpo Desejo sem fim. Tua derme Minha boca Tua língua passeando em mim… Suzana Martins – 01/2016 Fotografia: Peter Coulson...

Read More

Entrega II

dez 19

Entrega II

Completamente nua, Entrego-me a ti. Inteira e sem enfeites. Sem máscaras e amarras, Nua de mim… Aceitas-me? Entrego-me aqui, sob a lua, Despida de todo e qualquer Sentimento mórbido. Entrego-me a ti, completamente, Livre de mim… Entrego-me Sem pudor! Entrego-me Com desejos escorrendo Entre os dedos, Com os lábios sedentos de desejos… Rendo-me a ti, Entrega-se a mim. Suzana Martins 12/2015 *imagem:...

Read More
Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.